POR QUE SOMOS “LANTERNINHA” NO COMBATE À DESIGUALDADE DE GÊNEROS?!

ELAS NÃO ACEITARAM A BASE DA PIRÂMIDE…
20 de novembro de 2017
JULGADOS E CONDENADOS ANTES DE NASCER? ISSO É ABORTO SOCIAL.
22 de novembro de 2017

POR QUE SOMOS “LANTERNINHA” NO COMBATE À DESIGUALDADE DE GÊNEROS?!

Responda rápido: Em qual desses  países existe maior desigualdade  de direitos e oportunidades entre homens e mulheres, Ruanda, Peru  ou Brasil?  Ruanda, na África, é o quarto melhor avaliado em relação a igualdade de gêneros, Peru é 48º, enquanto o Brasil ocupa a 90ª posição, segundo a pesquisa Global Gender Gap Report 2017. 

Parlamento de Ruanda

Em 2016 o Brasil ocupava 79ª posição… Mais um retrocesso? O que faz piorar a posição do Brasil é o desempenho na “participação econômica e oportunidade de trabalho” e “representação política”.

Em 2008, Ruanda tornou-se o primeiro país a eleger uma legislatura nacional na qual a maioria dos membros eram mulheres. E aqui? O Congresso tem 55 deputadas (de um total de 513) e 13 senadoras (de um total de 81). “Apesar de a Constituição dizer que homens e mulheres são iguais em direitos e deveres, isso não ocorre na prática. Elas conseguiram direito de voto, mas o direito de ser votada ainda não é plenamente aceito.

Congresso Nacional Brasileiro

As mulheres, têm menor financiamento, espaço midiático de campanha e, muitas vezes, são incluídas na lista apenas para cumprir a cota( 30% de candidaturas para mulheres), sem haver a intenção partidária de elegê-las.”. Afirma a professora de Direito da Fundação Getulio Vargas (FGV), Luciana Ramos.

De acordo com o relatório, para cada estudante homem do ensino superior brasileiro, as mulheres ocupam 1,4 vaga. Ótimo não é? Só que isso não se reflete no mercado de trabalho. A renda média da mulher corresponde a 58% da recebida pelo homem, embora representem 53,9% da força de trabalho. Por quê isso? Para a jurista Silvia Pimentel, os dados representam o que ainda é visto no cotidiano: a mulher é associada e responsabilizada por tarefas domésticas, cuidados das crianças e ainda carece de representação nas altas esferas. O levantamento aponta, por exemplo, que são ocupados por mulheres 39,6% dos cargos mais altos em empresas e no poder público. “É muito importante a participação das mulheres em postos de comando, de participação: elas levam para esses lugares nova experiência de vida, um novo olhar. É algo que pode, em muito, colaborar para que tenhamos políticas mais sensíveis ao gênero”, afirma Silvia, professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

O caminho a percorrer até chegarmos a uma realidade que demonstre a igualdade de gêneros, é longo, concordam? Mas, uma coisa é certa: A mulher não precisa provar mais nada, ela não quer tirar direitos dos homens, ela só quer o que é dela por direito! 

 

 

 

Fontes:

https://www.noticiasaominuto.com.br/brasil/469955/brasil-cai-para-a-90-posicao-em-ranking-de-igualdade-de-genero

https://g1.globo.com/economia/noticia/brasil-cai-para-a-90-posicao-em-ranking-de-igualdade-entre-homens-e-mulheres.ghtml

https://www.infoescola.com/africa/ruanda/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ruanda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook