BEBÊ COM PROBLEMAS? É MUITA RESPONSABILIDADE. FUI!!!

TRABALHAR DESDE CEDO – REALIDADE ESQUECIDA NA APOSENTADORIA…
27 de novembro de 2017
MICHELLE, DE UMA RELAÇÃO ABUSIVA REDESCOBRIU O AMOR DE SUA VIDA: ELA!
30 de novembro de 2017

BEBÊ COM PROBLEMAS? É MUITA RESPONSABILIDADE. FUI!!!

Eu amo vocês, mas vou embora porque é muita responsabilidade para mim”. Foi o que professora Gisele Mafra, 27 anos, ouviu do atual ex-marido. Isso, apenas dezoito dias após ela ser diagnosticada com pré-eclâmpsia,  na 27ª semana de gravidez, e dar a luz à Diana. Pesando somente 750 gramas e medindo 34 cm. Isso também, depois de muito insistir para que ela engravidasse. Já que ela pretendia primeiramente, terminar a faculdade de pedagogia. Amava?! Que conceito de responsabilidade ele tinha ao decidir ser pai? Pouca? Nenhuma? Só quando lhe convinha? Por que o bebê esta com problemas, dão? Jogam fora? Alguma vez, esses “pais” já pararam para pensar que, dificuldades sempre existirão? Uma nota baixa, uma gripe, uma briga na escola,…. E no primeiro problema abandonam sua companheira e filhos, como se nunca tivessem existido? Mas por que ele partiu? Partiu, não. Ele fugiu! Fugiu de uma responsabilidade. Pior, ele fugiu de uma das maiores dádivas da vida: amar, viver, ensinar e estar ao lado de seu filho ou filha. Foi irresponsável com a companheira. Vendeu sonhos que jamais entregou. Enquanto Gisele estava no hospital  em uma batalha pela vida de Diana, que teve uma parada cardíaca, enfrentou duas infecções e quase teve falência renal, o que fez o atual ex-marido? Pediu demissão do emprego, pegou todo o  dinheiro que tinham, vendeu todos os móveis e sumiu para nunca mais voltar. “Foram 80 dias (que a filha passou) na UTI, mais 12 na semi-intensiva e dez dias no quarto até ter alta.

Gisele e Diana

“Mas antes desse dia chegar, eu passei por duas cirurgias, além da cesárea, e dois períodos de internação, no mesmo hospital que a minha filha. Diana hoje tem sete meses, mas tem o desenvolvimento de uma criança de quatro, por causa da idade corrigida [tempo que ainda faltava para completar a gestação].Está aprendendo a sentar, rola, presta atenção nas pessoas ao redor… Graças a Deus, não ficou  com sequela alguma.”  Contou Gisele ao site https://estilo.uol.com.br.

Com certeza Gisele hoje está muito mais forte que antes e, provou ser mulher. Mulher com M maiúsculo. Mulher que levanta sacode a poeira e dá a volta por cima. Parabéns Gisele! Meus pêsames as futuras (ex)companheiras desse indivíduo!

 

Fonte:https://estilo.uol.com.br. Adriana Nogueira

 

 

 

 

Fonte:https://estilo.uol.com.br. Adriana Nogueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook