SUICÍDIO AOS 10 ANOS. O BULLYING MATANDO CADA VEZ MAIS CEDO…

O NATAL REFORÇA A DESIGUALDADE SOCIAL?
20 de dezembro de 2017
FEMINICÍDIO PARA SE EXIBIR AOS AMIGOS.
22 de dezembro de 2017

SUICÍDIO AOS 10 ANOS. O BULLYING MATANDO CADA VEZ MAIS CEDO…

Ashawnty Davis

Ashawnty Davis, 10 anos,enforcou-se e morreu depois de passar duas semanas no CTI de um hospital em Colorado, EUA. Isso aconteceu depois que um vídeo de uma briga com uma outra aluna, da mesma escola dela, foi postado nas redes sociais. A mãe, Latoshia  Harris disse que sua filha enfrentou a outra garota, que supostamente a intimidou. O vídeo, feito por outro aluno, mostra as duas garotas lutando enquanto outras crianças observam, sem nada fazer. Depois do fato ocorrido os pais descobriram que ela sofreu bullying que aumentou, quando o vídeo apareceu nas redes sociais. Chamando sua filha de uma vítima de “bullycide”, ou bulicídio  (suicídio de uma pessoa que sofreu bullying tanto pessoalmente como pela Internet),os pais de Ashawnty Davis disseram que queriam conscientizar mais pais sobre casos em que as crianças levam suas próprias vidas devido ao bullying.  “Esse foi meu bebê e eu amo meu bebê e eu só quero que as mães escutem”, disse a mãe à Fox 31.

Com certeza, o bullying não começou depois da publicação do vídeo da briga. Mas sim, que a briga foi uma reação de Ashawnty Davis  ao bullying que já vinha sofrendo por parte de outros alunos.

Ashawnty Davis

Como uma criança reage ao bullying? De três formas: ou fica passiva, se fecha, se isola desenvolvendo até, transtornos psicológicos; ou parte para reação, brigando com os autores do bullying ou uma mistura dos dois. No caso de Ashawnty Davis além da crueldade do bullying, percebe-se a passividade das outras crianças e, talvez até prazer. Prazer em assistir a briga,prazer em fazer o vídeo, prazer em compartilhar o vídeo, prazer inconsciente, de assistir uma vida sendo destruída.Não apenas uma, mas três. Porque os pais se sentem culpados por não terem percebido o bullying e, essa ferida é muito difícil de cicatrizar. Há pouco tempo relatamos aqui o suicídio de Milly Tuomey, 11 anos também devido ao bullying sofrido na escola (ver post “Quem “suicidou” Milly).

Essas meninas não são as únicas a sofrerem bullying nas escolas, que deveria ser, pelo menos nessas idades, um espaço prazeiroso e, acaba tornando-se um espaço odiado. E a escola o que faz? Nessa faixa etária, as crianças ainda estão formando seus valores que refletirão em suas atitudes quando adultos.E a sociedade em geral, o que faz?Já ouvi por diversas vezes que bullying é frescura, que antigamente não havia nada disso. Será? Que adultos desejamos formar ?Preconceituosos, violentos,  sem a mínima empatia? 

Fonte: http://time.com/5044974/ashawnty-davis-10-year-old-suicide-bullying/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook