CANDIDATAS LARANJAS – MUITO ALÉM DAS COTAS …

PRECISAMOS LEMBRAR URGENTEMENTE DE NISE DA SILVEIRA!
11 de fevereiro de 2019
JENIFER, PERDÃO, TODOS NÓS SOMOS CULPADOS…
16 de fevereiro de 2019

CANDIDATAS LARANJAS – MUITO ALÉM DAS COTAS …

Em 28 de setembro do ano passado, publicamos o post “Cuidado com as candidatas laranjas. Elas não nos representam” (http://mulhersemrotulo.com/2019/02/14/cuidado-com-cand…-nos-representam/). Lá denunciamos e explicamos  a utilização de mulheres escolhidas pelos partidos para serem candidatas a cargos legislativos, apenas para cumprir a cota de 30% de candidaturas femininas – as chamadas candidatas laranjas. Naquele post, chamamos atenção para elegermos mulheres que nos representassem em nossas necessidades e direitos e não, candidatas laranjas

Descobrimos agora que, essas candidatas laranjas não serviram apenas para que os partidos cumprissem a cota, mas também para encobrir possíveis desvios de dinheiro. E não estamos falando de pouco não, são milhões. As denúncias foram feitas pelo Jornal Folha de São Paulo. Segunda a denúncia, algumas candidatas serviram de laranjas para recebimento e posterior devolução aos partidos  de verbas do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), recebidas pelos partidos do governo federal – dinheiro público. Em Pernambuco, uma senhora de 68 anos oficialmente, candidata a deputada federal, que teve 274 votos recebeu R$ 400 mil do FEFC. Em Minas Gerais, uma candidata, também com pouquíssimos votos, declarou ter recebido R$ 60 mil e ter sido coagida a devolver R$ 50 mil ao partido. Esses são apenas alguns dos muitos casos de candidatas laranjas que estão sendo denunciados e investigados.

Não quero aqui discutir o aspecto criminal. O que gostaria de chamar a atenção é para alguns aspectos culturais. Somos um dos países campeões em corrupção, que  no Brasil é endemica. A corrupção é um monstro que, com garras infinitas parece atingir todas as esferas da sociedade. Esse caso das candidatas laranjas reforça esse meu pensamento. Outro aspecto é a questão da permanência da cultura patriarcal que vê a mulher como objeto de manipulação. Por que não usaram candidatos (homens) para esses desvios? Porque para eles, a mulher é mais fácil de ser convencida, uma vez que ela “é dependente desse patriarcado”. Sei que muita gente dirá que elas, as mulheres que aceitaram ser candidatas laranjas são as culpadas. Concordo com ressalvas. Em alguns casos, como mostrei no post http://mulhersemrotulo.com/2019/02/14/cuidado-com-cand…-nos-representam/,elas nem sequer sabiam que estavam candidatas, foram enganadas. Em outros casos, mulheres submetem-se a esse papel, por ainda reproduzirem a cultura patriarcal – o homem manda e eu obedeço. Outras sim, são culpadas porque aceitaram conscientemente o papel de candidatas laranjas.

Vamos aguardar e torcer para que toda essa sujeira seja esclarecida e que da mesma forma, todas as mulheres sejam esclarecidas para que não se deixem ser usadas por essa corja que se utiliza da boa fé e da subserviência de algumas mulheres perante o patriarcado, para cometerem impunemente seus crimes.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook